quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Nota e Novo Still de ‘Roa’: O retorno de Catalina Sandino


A artista nomeada ao Oscar no ano de 2005 , foi para Bogotá, onde gravou o filme ‘Roa’, inspirada no assassino de Jorge Eliécer Gaitán. Em Medellín esteve em rumba, foi ao cinema e falou sobre a florescente industria cinematográfica nacional.
Depois dos filmes ‘Maria Cheia de graça’ e ‘O Amor nos tempos da cólera’, a atriz bogotana Catalina Sandino não havia mais trabalhado no seu país. Segundo ela, o porque do distanciamento é que em seis anos ela não tinha recebido uma proposta como a do diretor Andi Baiz, quem a convenceu de participar de ‘Roa’, no qual ela interpreta a esposa de Juan Roa Sier, o assassino de Jorge Eliécer Gaitán. “Conhecíamos o interesse de Catalina pela Colombia, então eu mandei o script para ela. Ela gostou muito”, afirmou o realizador, conhecido pela adaptação cinematográfica de ‘Satanás’.
Neste projeto, a artista aceitou o papel de outra mulher chamada Maria, mas de caráter forte e libertador, diferente de sua personagem em ‘Maria Cheia de Graça‘. “Adoro ao cinema de época porque nos conta outra verdade da história”, admitiu Catalina nos dias de filmagem dessa produção que aborda a violencia de Bogotazo a partir do olhar de um assassino que acabou com a vida do chamado Caudillo del Pueblo.
Roa, que foi inspirada no livro O Crime do Sigilo’ de Miguel Torres, foi filmada em 45 locações da capital da República, particularmenete nos bairros do Centro, incluindo A Candelaria, a Perseverança, Teusaquillo e Palermo. Depois de um mês de filmagens, a estrela colombiana foi convidada para o ‘X Festival de Cinema Colombiano de Medellín’ aonde se destacou por sua trajetória no cinema nacional e mundial. “Estão passando muitas coisas boas na industria do sétimo arte colombiano. Até pouco, estava em Bogotá, abri as paginas da revista e me dei conta de que no cartaz tinha cinco filmes colombianos”, afirmou Sandino.
Dentro de poucos meses voltará a Colombia para a estréia de ‘Roa’ que se encontra no processo de Pós-Produção

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário