quarta-feira, 17 de outubro de 2012

David Cronenberg fala sobre Rob, Cosmópolis e fãs

À primeira vista, Packer parece ser uma personagem sem alma. Ele, inicialmente, externa pouca ou nenhuma emoção, não enquanto recebe atualizações sobre a diminuição de suas finanças, não durante o sexo, nem nunca. Esse senso de desapego é reforçado pelo limusine, o que é bem eficiente, à prova de som e balas, e janelas escuras que minimizam visão de Packer aos eventos externos e evitar olhares curiosos sobre ele.
“Você pode ver a sua alma à medida que o filme avança, com ele se aproximando de sua infância”, Cronenberg disse, “porque, na verdade, nós começamos a perceber que a barbearia representa sua infância. É sua barbearia de infância. É onde ele costumava viver. É de onde ele veio”.
“Eric não nasceu com dinheiro. Acho que você vê Eric se tornando mais vulnerável, infantil e ingênuo, e quando ele está na cadeira de barbeiro, ele se transforma nele mesmo quando criança, antes que ele tivesse erguido esse personagem, Eric, esse cara mestre do universo. Então você gradualmente se aproxima dele e percebe o quão vulnerável e ferido ele está”.
“É por isso que eu escalei Robert”, Cronenberg acrescentou. “Esse é um desempenho muito intransigente. Nós iremos sair do nosso caminho para torná-lo mais agradável do que ele é, mas você quer vê-lo. O Rob, ele é muito carismático”.
Cosmópolis é o show de Pattinson, e isto é bem diferente do que poderia ser o brilhante comercial dos filmes de Crepúsculo em que Pattinson atuou como Edward Cullen. [...] mas Cronenberg elogia seu protagonista por suas muitas vezes seu talento como ator não ser levado em conta.
“Rob está em cada cena deste filme”, disse o cineasta, “e eu precisava de um cara que pudesse suportar isso. Seu sotaque é perfeito – que é muito parecido com sotaque de Don DeLillo. Ele traz um senso de humor irônico, e ele traz essa emoção estranha que você sente no interior, porque, como eu disse, isso não está lá desde o início, porque é uma viagem com mais de um sentido”.
“Você tem que ver Eric evoluir e, graças a Rob, você vê”, disse Cronenberg. “Eu acho que é um desempenho espetacular, muito sutil e detalhado”.
Como todo mundo, com uma participação em Cosmópolis, Cronenberg espera que a legião de fãs ‘Twi-hard’ de Pattinson venha em massa para Cosmópolis. Com base na produção do filme, disse ele, isto poderia acontecer.
“Os Twi-hards seguiram este filme grandemente”, disse Cronenberg. “Haviam de 20 a 30 sites dedicados a Cosmópolis, alguns deles realmente espetaculares, profissionais e sérios, e eles estavam sendo feitos principalmente por Twi-hards, que são em sua maioria meninas, e que elas estavam lendo o livro. Eles estavam lendo o livro e comentando sobre isso, nestes sites, antes do filme ser finalizado”.
O diretor está claramente impressionado.
“Isso foi incrivelmente satisfatório”, disse ele. “Eles estavam amando o livro e a idéia de que Rob estava fazendo isso, e eles estão apoiando a escolha do Rob”.
“Eu mesmo recebi muitos elogios”, Cronenberg acrescentou com uma risada, “porque os fãs de Rob estão torcendo para ele mostrar o que ele pode fazer como ator e, portanto, eles me amavam por lhes dar esta chance”.
“Foi esta a atitude deles, embora que a minha atitude foi de me sentir sortudo por ter o Rob”.
Via e Tradução 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário